sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

‘O sonho dele era seguir carreira no Exército’, lamenta amiga de militar




A família do militar Kevin Alexandre Vaz dos Santos, de 20 anos, acredita que a morte dele foi uma fatalidade. Ele morreu na noite de quarta-feira (23), após se afogar enquanto fazia um exercício na piscina da Brigada de Operações Especiais do Exército, no Jardim Guanabara, em Goiânia. A amiga da vítima Vanderli Viana afirma que ele era saudável e sabia nadar. “O sonho dele era seguir carreira no Exército”, lamenta a amiga.

Familiares, amigos e colegas de farda acompanharam o velório de Kevin Alexandre. Ele foi sepultado na quinta-feira (24), no Cemitério Vale da Paz, em Goiânia. A assessoria de imprensa do Exército afirmou que uma equipe está apoiando a família do jovem.

Investigação
O Exército instaurou um inquérito para apurar a causa da morte do militar. Segundo o assessor de imprensa da Brigada de Operações Especiais do Exército, Major Luis Gustavo Stumpf, o laudo deve ser divulgado em um mês.

O departamento informou que a instrução de natação é uma atividade prevista no programa de treinamento dos militares. Além disso, uma equipe médica acompanhava a execução do exercício, ressaltou o major.

“Sempre temos uma equipe médica, com ambulância, em qualquer atividade de risco nossa. Tentaram fazer a reanimação, como não conseguiram, ele foi encaminhado imediatamente ao Hospital Santa Genoveva. O militar chegou com vida à unidade de saúde, mas não resistiu.”, afirmou Luis Gustavo Stumpf.

Kevin Alexandre estava lotado na Brigada de Operacões Especiais há dois anos. Conforme a assessoria de imprensa da unidade, o militar havia passado por exames anuais de rotina.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO