sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Onze são baleados na Grande São Paulo; seis morrem





Em pouco mais de duas horas, seis pessoas foram mortas a tiros e cinco feridas na Grande São Paulo, na noite de quinta-feira (10). A maioria das mortes está relacionada a tentativas de roubo e confrontos com policiais. Um PM reformado está entre os mortos.
Dois homens foram baleados em uma troca de tiros com policiais militares, no Campo Grande, zona sul de São Paulo, por volta das 22h10. Um deles morreu no local e o outro foi levado ao pronto-socorro do Hospital Saboia.
Segundo a PM, eles tentaram roubar um supermercado na rua Sargento Geraldo Santana.
Um suspeito foi morto a tiros por um policial civil em uma tentativa de roubo à sorveteria italina Stuzzi, na Vila Madalena, zona oeste, por volta das 21h20.
Segundo testemunhas, um policial civil que estava dentro da sorveteria italiana Stuzzi na rua Paulistânia reagiu e baleou duas vezes o suspeito.
Policiais civis afirmaram que o suspeito tentou realizar o assalto com uma arma de brinquedo. Testemunhas ouvidas pela Folha confirmam.
Dez minutos antes, um policial militar reformado foi morto a tiros ao reagir a uma tentativa de roubo na alameda Guaramomis, em Moema, zona sul. Segundo a PM, ele foi atingido no tórax e levado ao pronto-socorro do Hospital São Paulo, onde morreu.
A polícia civil vai solicitar as câmeras de segurança próximas ao local do crime para tentar identificar o autor dos disparos.
Por volta das 21h, três homens e uma mulher foram baleados na rua Martinho Jacob Kremer, no Jardim Japão, zona sul de São Paulo.
Segundo a polícia, os baleados foram levados pelos bombeiros a hospitais da região, mas um deles não resistiu aos ferimentos e morreu.
No mesmo horário, dois homens foram encontrados mortos, no Jardim Velho Sanazar, em Jandira (Grande SP).
A PM foi avisada que havia dois homens baleados em uma viela na rua Nicolau Mayevsky. Quando os policiais chegaram ao local encontraram os dois homens mortos.
Um adolescente tentou assaltar um motorista e foi baleado, no Jardim Paulista, por volta das 20h.
O adolescente abordou o motorista quando ele parou o carro em um semáforo vermelho na avenida Nove de Julho. O motorista reagiu e atirou. O baleado foi levado pelos bombeiros à Santa Casa de São Paulo. (MARTHA ALVES e LEANDRO MACHADO) 

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO