quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

53 casas noturnas já foram fechadas em Minas





As fiscalizações realizadas em todo o Estado para verificar a situação das casas noturnas vêm demonstrando preocupação as autoridades. As ações começaram devido ao incêndio em uma boate no Rio Grande do Sul que matou 238 jovens. Nesta terça-feira, o Corpo de Bombeiros de Uberlândia, na Região do Triângulo Mineiro, informou que fechou cinco boates que não apresentaram condições de seguranças aos usuários. Desde o final do mês passado, pelo menos 53 estabelecimentos foram lacrados em Minas.Em Belo Horizonte, quatro casas noturnas seguem interditadas (Edesio Ferreira/EM/D.A.Press)

Os locais interditados em Uberlândia não tinham Processo Contra Incêndio e Pânico e não apresentavam nenhum meio preventivo na edificação. Para retornar as atividades deverão adaptar o imóvel. Os nomes das boates não foram divulgados.

A operação na ciadade começou na última semana. Ao todo, 21 locais, entre casas noturnas e estabelecimentos que recebem o público, foram vistoriados. Destas, 15 foram notificados por apresentarem problemas como saídas de emergência obstruídas, problemas com sinalização e iluminação de emergência, extintores com validade vencida, entre outros. Os donos dos imóveis terão 60 dias para apresentar melhorias ou terão de pagar multas que varia de R$ 250,16 a R$ 1.250,80 podendo chegar a R$ 2.501,60 em caso de reincidência.

No interior outras cidades tiveram estabelecimentos fechados. O município recordista é Montes Claros, no Norte de Minas, onde 18 locais foram lacrados a pedido do Ministério Público. Em Contagem, na Região Metropolitana de BH, foram pelo menos duas interdições. Em Nova União, Região Central do estado, um evento de carnaval foi suspenso por questões de segurança. Em Frutal, no Triângulo, uma casa de festa foi fechada e uma formatura foi adiada.

No Sul de Minas, pelo menos 13 casas noturnas foram interditadas por falta de documentos ou pelo não cumprimento das exigências do plano de segurança contra incêndio e pânico. Em Juiz de Fora, na Zona da Mata, uma boate também foi fechada.

Problemas na capital

Na capital mineira, permanecem lacrados a casa noturna Up (Savassi) e o Espaço Floresta (antigo Jequitibar), além da Boate dDuck e do Bar Al Capone, ambos na Savassi, interditados no sábado. Uma casa de festas infantis no Bairro Belvedere, Região Centro-Sul de BH, foi interditada na sexta, mas conseguiu atender as exigências a tempo de nova vistoria no sábado, o que permitiu a reabertura.




Fonte: Estado de Minas


Fonte: http://www.serradasaguas.com

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO