sábado, 23 de fevereiro de 2013

Hostilidade a Yoani Sánchez confirma que ditadura se aproxima e liberdade está ameaçada no País






(Foto: Leo Martins - Frame-Estadão)
Sério risco – De novo a cubana Yoani Sánchez foi impedida de participar de um evento no Brasil, desta vez em São Paulo. Na noite de quinta-feira (21), integrantes da esquerda obtusa e radical fizeram um protesto contra a cubana à porta da Livraria Cultura do Conjunto Nacional, na Avenida Paulista, obrigando o cancelamento, por falta de segurança, da sessão de autógrafos e de um encontro com blogueiros brasileiros.
Esse comportamento retrógrado e reacionário, típico de terroristas de encomenda, compromete a imagem do Brasil no âmbito internacional, deixando claro ao mundo que no País a liberdade de expressão está sob constante ameaça.
Nas últimas horas, muitas afirmações decorrentes de conjecturas e conclusões antecipadas sobre quem seria na realidade Yoani Sánchez – uma agente da CIA ou uma garota-propaganda do regime castrista –, mas isso não justifica o cerceamento de seu direito de ir e vir e também de expressar o seu pensamento a respeito do que acontece em termos de liberdade na ilha caribenha, que há cinco décadas está sob o comando dos facinorosos irmãos Raúl e Fidel Castro.
Sempre míope quando o assunto é liberdade e democracia, a esquerda mostra-se burra diante de seus eventuais objetivos ao chamar a atenção para a dissidente cubana. O efeito dessas manifestações encomendadas e sem qualquer nexo, provam que o governo federal e os partidos de esquerda atenderam ao pedido da embaixada de Cuba, em Brasília, cujo objetivo é monitorar os passos da blogueira e atrapalhar ao máximo sua viagem. O resultado será óbvio. Quem nunca tinha ouvido falar de Yoani, agora já a conhece. Quem já conhecia Yoany ou ouviu falar da cubana, mas ainda não tinha acessado o blog Generácion Y, passará a fazê-lo impulsionado por esses protestos.
Não importa se é a direita que a está financiando ou se ela é uma agente da CIA, porque no Brasil há um sem fim de espiões cubanos e agentes da Farc, esses controlando o tráfico nas principais cidades brasileiras, em especial nos morros do Rio de Janeiro.
O governo brasileiro recebeu no Palácio do Planalto, com direito a todas as reverências oficiais, vários ditadores, mas esses manifestantes de aluguel permaneceram em silêncio. O que no mínimo é estranho.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO