quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Manifestantes vão ao Congresso para pedir saída de Renan Calheiros da presidência do Senado





Com bandeira gigante, grupo lembrou as 1,6 milhão de assinaturas conseguidas pela internet

Do R7, com Agência Brasil


Marcello Casal Jr/ABrBandeira foi estendida na frente do Senado para pedir saída se Renan Calheiros

Manifestantes se reuniram nesta quarta-feira (20) em frente ao Senado para pedir que Renan Calheiros (PMDB-AL) deixe a presidência da Casa. O grupo estendeu uma bandeira de 9 m x 17 m no gramado em frente ao Congresso com a mensagem: "1,6 Milhão dizem: Fora Renan! Será Que o Senado Vai Ouvir?"

A frase se refere ao número de assinaturas conseguidas com uma iniciativa lançada pela internet para pedir a cassação de Renan.

O peemedebista voltou ao cargo mais importante do Congresso Nacional quase seis anos depois de renunciar para escapar da cassação por denúncias de corrupção. No dia 1º de fevereiro, ele foi eleito com 56 votos e venceu o senador Pedro Taques (PDT-MT), que tinha apoio das bancadas do PSOL, PSB e PSDB e recebeu 18 votos.


O senador alagoano era presidente do Senado em 2007. Depois de enfrentar uma crise iniciada com denúncias de que suas contas pessoais eram pagas com dinheiro de propina de lobistas, renunciou à presidência e, nos últimos anos, trabalhou nos bastidores para garantir sua volta com apoio da maioria dos parlamentares.

No fim de janeiro, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, apresentou denúncias ao STF (Supremo Tribunal Federal) contra Renan. De acordo com Gurgel, o senador é acusado de ter praticado três crimes: peculato, falsidade ideológica e utilização de documento falso.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO