quinta-feira, 28 de março de 2013

Policiais federais e militares reforçam segurança no Pará





Cerca de 250 homens da Polícia Federal, da Força Nacional de Segurança Pública, da Polícia Rodoviária Federal e da Força Aérea Brasileira estão em Itaituba, no Pará, para garantir a realização dos estudos de impacto ambiental do Complexo Hidrelétrico do Tapajós. O Ministério Público Federal pediu a suspensão da operação policial, pelo risco de conflitos com índios da etnia Munduruku, contrários à construção das usinas no rio amazônico, mas a Justiça Federal negou o pedido. Lideranças indígenas chegaram a bater boca com o secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho, quando estiveram em Brasília, em fevereiro, para cobrar justiça pela morte de um índio, em dezembro, durante a Operação Eldorado, da PF, que desbaratou garimpos na região.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO