terça-feira, 9 de abril de 2013

Operação contra corrupção prende 92 pelo país, diz procurador geral





Presidente do GNCOC estima que foi desviado mais de R$ 1 bilhão.
Em Rondônia, ex-prefeito e empresários foram presos durante operação.


Taísa Arruda


A Operação Nacional contra a Corrupção realizada pelo Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC) em parceria com diversos órgãos estaduais, nesta terça-feira (9), em 12 estados brasileiros, prendeu 92 pessoas, exxecutou 337 mandados de busca e apreensão, 60 mandados de suspensão da função pública e 65 mandados de bloqueios de bens. De acordo o presidente do GNCOC e procurador geral de Justiça de Rondônia, Héverton Alves de Aguiar, estima-se que R$ 1,1 bilhão foi desviado de 131 órgãos públicos que estão sendo investigados.

"O balanço foi positivo. Todas as medidas expedidas pela Justiça foram cumpridas. A operação foi exemplar e todos os mandados foram cumpridos", explica o procurador geral.

Em Rondônia, além de cinco pessoas presas por mandados, o ex-prefeito de Porto Velho e empresários, um agente penitenciário por por posse de munição restrita. Todos os presos são investigados por participação em uma quadrilha, que segundo o Ministério Público (MP) do estado, se revezavam para ganhar licitações fraudulentas através da Empresa Municipal de Desenvolvimento Urbano (Emdur) entre 2011 e 2012.

Segundo o procurador geral, várias pessoas já estão sendo ouvidas pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), em Porto Velho. "Novas informações estão chegando a todo instante e novas prisões podem ocorrer a qualquer momento", finaliza o presidente do GNCOC.

Fonte: G1

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO